Ficar em casa é direito!

Pelo direito à vida, à saúde pública, à alimentação, moradia digna e à sobrevivência!

🔍 Observatório contra o Coronavírus

O Observatório Coronavírus é uma iniciativa do vereador Celso Giannazi em conjunto com o mandato do deputado Estadual Carlos Giannazi e com a sociedade para enfrentar a pandemia. Aqui você pode fazer denúncias, acompanhar todas as ações do mandato sobre esse tema, ter acesso a informações relevantes, participar de atividades culturais online e do Conselho Contra o Coronavírus.

Conselho Contra o Coronavírus

Com o mandato aberto para a participação popular, também lançamos um Conselho focado na crise da Saúde Pública e no enfrentamento à pandemia. É um espaço que garante voz à sociedade civil e atuará, diretamente, na formulação e acompanhamento das políticas públicas de combate ao Coronavírus. Caberá ao Conselho, além de fiscalizar os governos Federal, Estadual e Municipal, propor ações e projetos de lei, reunir e encaminhar denúncias.

Para garantir a comunicação deste coletivo, criamos um grupo de Whatsapp e realizaremos reuniões virtuais uma vez por semana para avaliação da crise! Inscreva-se para participar!

Obrigado! Agora ajude a espalhar compartilhando nas suas redes sociais.

Em casa tem cultura!

Arte e cultura partes construtoras da natureza humana. Por isso, em tempos de Coronavírus, nasce a iniciativa “Em casa tem Cultura”, uma iniciativa do mandato do vereador Giannazi, que objetiva levar até o você o melhor da Cultura paulistana. Semanalmente, faremos uma bate-papo online com artistas que são referências da cena cultural e que querem compartilhar sua arte e engajamento com você.

Presentes em nossa memória!

“Nenhum dia deve apagar você da memória do tempo” Virgílio (poeta romano)

Memorial virtual em homenagem aos trabalhadores da saúde, educação, servidores públicos em geral e a todos os brasileiros vitimados pela pandemia do coronavírus. Não são números, são nossos amigos, parentes, colegas de trabalho.

  • Guamá Jaccoud Agente de Organização Escolar na EMEF Milton Ferreira de Albuquerque, na zona sul da capital paulista. Faleceu em 29 de maio.
  • Hamilton Agente de Organização Escolar na EE Levi Carneiro, zona sul de São Paulo. Morreu em 10 de junho.
  • Cláudio Auxiliar Técnico de Educação na EMEF Carlos Augusto de Queiroz Rocha, no Jardim Miriam, zona sul de São Paulo. Faleceu em 3 de maio.
  • Professora Raquel Diretora do CEI Clube dos Leõezinhos, na zona norte de São Paulo.
  • Terezinha Aparecida Matos (63 anos) Médica do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Faleceu em 10 de junho.
  • Jair Quimelo Braga Trabalhou como Auxiliar Técnico de Educação na EMEI Papa João Paulo II e na EMEI Thais Mota, na zona norte de São Paulo. Tinha acabado de se aposentar quando, após 15 dias internado, faleceu em decorrência do coronavírus.
  • Debora Concordia Coordenadora do CEI Jardim Capela, na zona sul de São Paulo.
  • Elisabete dos Santos da Silva (49 anos) A professora, conhecida como Beta, dava aulas em escolas estaduais de Mogi das Cruzes, cidade da região metropolitana de São Paulo. Foi voluntária do Centro de Valorização da Vida. Faleceu em 10 de maio.
  • Professor Valter Trabalhava no CEU-EMEF Parque Anhanguera, na zona norte de São Paulo.
  • Haelton Antônio dos Santos Conhecido como Duzão, trabalhava no Museu Afro Brasil.  Faleceu em 14 de maio.
  • Sergio Moreira (68 anos) Médico e militante político. Conhecido pelos colegas e amigos como Dr. Serginho. Morreu em 9 de maio. 
  • Cláudio Ferreira de Araújo ATE que atuava como inspetor escolar na Emef Carlos Augusto de Queiroz Rocha, Jardim Miriam. Faleceu em 02 de maio.
  • Cristiane Machado Professora da EMEI Maria do Carmo Godoy Ramos, na zona norte de São Paulo.
  • Lusia Pelicia Professora da rede municipal de ensino da capital paulista.
  • Vera Schiess Professora da EMEF Amadeu Amaral, na zona leste de São Paulo. Faleceu em 28 de abril.
  • Luzia De Melo Ferreira Professora da EMEF João Franzolin Neto, na zona leste de São Paulo.
  • Flavia Negri Professora da EE Vilma Maria dos Santos Carneiro, na cidade de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. Faleceu em 12 de abril.
  • Patrícia Almeida Trabalhava no setor administrativo do Hospital Geral de Guaianases, na zona leste de São Paulo.
  • Frederic Jota Silva Lima (33 anos) Médico da Unidade de Pronto Atendimento 26 de Agosto, em Itaquera, zona leste da capital paulista.
  • Rubens da Costa Funcionário administrativo da Unidade Básica de Saúde Jardim Macedônia, zona sul da cidade de São Paulo.
  • Elismar Almeida Amador Médico ortopedista e traumatologista do Hospital Municipal Tide Setúbal, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. Faleceu em 23 de abril.
  • Cícero Romão de Souza (51 anos) Enfermeiro do Samu e da Santa Casa de Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo. Adiou a aposentadoria para ajudar no enfrentamento da pandemia. Morreu em 22 de abril.
  • Edson Luiz França (53 anos) É o primeiro Guarda Civil Metropolitano da cidade de São Paulo vitimado pelo coronavírus. Morreu em 23 de abril.
  • Valéria do Nascimento Professora. Era assistente de direção da EMEF Gastão Moutinho, na zona norte de São Paulo. Mesmo com escolas fechadas, foi obrigada, por determinação do prefeito Bruno Covas, a cumprir plantões desnecessários, se expondo a um risco inaceitável. Falecida em 20 de abril.
  • Valdemar Gomes (47 anos) Professor da rede municipal de São Paulo, fundador do cursinho popular da PUC-SP e doutor em Ciências Humanas pela UFABC. Falecido em 5 de abril de 2020.
  • José Ferreira da Cruz (59 anos) Professor aposentado, mas que, como tantos, seguia trabalhando. Era de Diadema, cidade da região metropolitana de São Paulo.
  • Sandra Sampaio de Oliveira (50 anos) Professora da Escola Estadual Estela Borges Morato, na zona leste da capital paulista.
  • Cláudio Ferro (43 anos) Professor e conselheiro estadual da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) na subsede de Itaquaquecetuba (cidade da região metropolitana de São Paulo). Morreu em 8 de abril.
  • Ana Maria Hilário Recém-aposentada. Foi professora da EMEF Brasil-Japão, na zona oeste de São Paulo. Lembrada por amigos e profissionais da educação por sua luta contra qualquer forma de intolerância. Falecida em 16 de abril.
  • Valdir Azevedo Professor. Era muito conhecido no Jardim Elba, zona leste de São Paulo, por ensinar futebol voluntariamente para crianças. Há 30 anos, montou a primeira escolinha de futebol da região. Faleceu em 31 de março.
  • Luiz Di Souza (61 anos) Professor do Departamento de Química da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte. Coordenava o grupo “Fanáticos da Química” (que utiliza de formas lúdicas para a divulgação científica). Morreu em 28 de março.
  • Paulo Fernando Palazzo (56 anos) Médico Socorrista. Foi o primeiro profissional do Samu a morrer em decorrência do coronavírus. Falecido em 5 de abril. Deixa dois filhos.
  • Adélia Maria de Almeida Oliveira (62 anos) Médica pediatra. Era do Piauí, mas vivia em São Paulo. Trabalhava no Hospital Municipal Infantil Menino Jesus. Faleceu em 10 de abril.
  • Ângela Maria Salomão (64 anos) Agente comunitária de saúde na UBS Jardim Guairacá, na zona leste de São Paulo.
  • Juraci Augusta da Silva (72 anos) Auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal Carmino Caricchio, na zona leste da capital paulista. Morreu em 27 de março.
  • Idalgo Moura dos Santos (45 anos) Enfermeiro do Hospital Municipal Carmino Caricchio, na zona leste de São Paulo.
  • Eduardo Gomes da Silva (48 anos) Auxiliar de enfermagem. Trabalhava no Hospital Tide Setúbal, em São Miguel Paulista, na zona leste da cidade de São Paulo.
  • Jaime Takeo Matsumoto Médico ortopedista. Trabalhava no Hospital Tide Setúbal, em São Miguel Paulista, na zona leste da capital paulista.
  • Maria Santos Enfermeira. Trabalhava em dois hospitais: o Municipal de Pirituba e o Estadual do Mandaqui (ambos na zona norte de São Paulo).
  • Carlos Rogério de Carvalho Técnico de enfermagem. Trabalhava no Hospital Estadual do Mandaqui.
  • Elisangela Ferreira Técnica de farmácia no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Maria Zélia, no bairro do Belenzinho, zona leste de São Paulo.
  • Gloria Souza Técnica de enfermagem do Hospital Municipal da Cidade Tiradentes, na zona leste da capital paulista.
  • Tiago Andrade da Silva (35 anos) Técnico de enfermagem. Trabalhava há quatro anos no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí, interior de São Paulo. Morreu em 19 de abril.
  • José Alves Galdino da Silva (38 anos) Vigilante. Trabalhava no Hospital Municipal Dr. Benedicto Montenegro, na zona leste da capital paulista.
  • Luzanira Odílio (61 anos) Era auxiliar de enfermagem do Hospital Municipal do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.
  • Maria Elisa Reis de Oliveira (66 anos) Auxiliar de enfermagem. Trabalhava na UBS Jardim Peri, na zona norte da capital. Faleceu em 6 de abril.
  • Marceliane Maciel (53 anos) Trabalhava na UBS Sacomã, na zona sul de São Paulo.
  • José Antônio da Boa Morte Técnico de enfermagem. Faleceu em 30 de março.
  • Magali Garcia (46 anos) Sargento da PM. Foi a primeira policial militar do estado de São Paulo vítima da Covid19. Faleceu em 31 de março.
  • Cleber Alves da Silva (44 anos) Sargento da PM. Casado, deixa três filhos. Falecido em 11 de abril.

Atualizado em 11/06/2020.

“Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo, Tempo, Tempo, Tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo, Tempo, Tempo, Tempo…” Caetano Veloso

Conte a história de quem você ama. Pode ser um familiar, um amigo. Se quiser, mande uma foto e publicamos o seu relato (contato@celsogiannazi.com.br).

Denuncie violações de direitos!

Se as gestões Bolsonaro, Doria e Covas estão atacando seus direitos à vida e à Saúde, denuncie aqui:

Denuncie!

Envie recados e sugestões!

Mensagem enviada com sucesso!

Fiscalizações e mais iniciativas

Ver mais vídeos